Ribeirão das Neves/MG
13h11 03 Setembro 2021
Atualizada em 05/09/2021 às 11h29

Idosa é presa suspeita de esquartejar e concretar corpo do marido na casa do casal, em Ribeirão das Neves

Por Priscila Pedroso - TV KZ
PC - Divulgação
Local onde o corpo foi encontrado

Um idosa, de 62 anos, foi presa suspeita de esquartejar e concretar o corpo do marido, de 55 anos, em Ribeirão das Neves/MG, na região Metropolitana de Belo Horizonte/MG. A prisão ocorreu na última terça-feira (31), depois que a Polícia Civil (PC) encontrou o corpo da vítima enterrado na casa em que morava, no bairro Florença. 

Segundo informações da Polícia Civil (PC), o homem estava desaparecido desde o dia 11 de agosto. Na ocasião, a companheira da vítima foi presa em flagrante pelo crime de ocultação de cadáver. 

De acordo com o delegado Fabio Werneck, titular da Delegacia Especializada de Homicídios em Ribeirão das Neves, a polícia investiga a hipótese de a mulher ter matado o companheiro para se apossar de um empréstimo, no valor de R$ 8 mil, feito pelo homem para pagar o tratamento de câncer de próstata. 

Localização do corpo 

Diante de uma denúncia anônima sobre a ocultação de um corpo na casa, policiais civis foram até o local, onde foram recebidos pela suspeita. “A investigada foi receptiva. Parece que ela não contava que o local onde o corpo foi enterrado seria descoberto”, ressalta Fábio. 

Ao entrar na casa, a equipe percebeu no quintal uma pequena área retangular recém concretada. Os policiais então escavaram o local, mas não encontraram nada. Já no interior do imóvel, de apenas três cômodos, uma investigadora notou algo que chamou a atenção. “Sob uma mesa, entre a pia e a geladeira da cozinha, havia um pequeno retângulo de concreto fino e recente, com pintura destoante do resto do piso, estufado e trincado”, detalha o delegado. Com auxílio da perícia técnica da PC e do Corpo de Bombeiros, os policiais encontraram um saco preto e, dentro dele, um corpo esquartejado. 

Histórico criminal 

Por meio de levantamentos, a polícia teve acesso a uma ocorrência, registrada em 2012, quando a vítima relatou que a mulher teria colocado soda cáustica em uma garrafa de água, guardada dentro da geladeira. Após ingerir o líquido, o homem precisou de atendimento médico. À época dos fatos, a mulher foi presa pelo crime, mas retornou para casa dias depois. 

Investigações 

A suspeita, que nega o crime, foi encaminhada para a delegacia e, posteriormente, ao sistema prisional. A PC ressaltou que as investigações prosseguem para esclarecimento total dos fatos. 

*Entre para o grupo de WhatsApp da TV KZ e receba as notícias em seu celular clicando AQUI.

*Siga o Instagram da TV KZ clicando AQUI.

VEJA TAMBÉM