Menu
Busca sexta, 06 de dezembro de 2019
(37) 99964-0995
Digital Sat Telecom
São Gotardo

Jovem de 19 anos é preso suspeito de tráfico de drogas em São Gotardo/MG

14 novembro 2019 - 12h34Por Marcelo The Back - Jornalista - MTB: 0020754/MG

Um jovem, de 19 anos, foi preso na noite dessa quarta-feira (13) suspeito de tráfico de drogas. A ação policial ocorreu no bairro Bela Vista em São Gotardo/MG.

Segundo a PM, o rapaz foi preso em flagrante delito pelo crime de tráfico ilícito de drogas e foram encontrados e apreendidos com ele 33 buchas de maconha, embaladas e prontas para serem comercializadas, além de um rolo de plástico filme, utilizado para embalar as porções de drogas, R$ 75 em dinheiro de vendas e um aparelho celular.

Ainda de acordo com a polícia, a prisão se deu após uma denúncia anônima. O jovem foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Patos de Minas, juntamente com o material. Ele confessou o crime e disse que cada porção seria vendida por R$ 10.

 

 

 

Publicidade

Deixe seu Comentário

SACOLÃO AVENIDA
BIG NUNES

Leia Também

Minas Gerais
Adolescente é estuprada sob mira de arma e abandonada em praça
Campos Altos
Em Campos Altos, Rádio Popular FM volta ao ar depois de descarga elétrica que queimou vários aparelhos
Internet
Anatel defende redução de taxas do Fistel para expansão de estações domiciliares de internet via satélite
Minas Gerais
Universitário é preso suspeito de estuprar e divulgar imagens íntimas de mulheres
Belo Horizonte/MG
Hospital de BH é condenado por permitir humilhação de empregado com bilhetes contendo provérbios bíblicos
Uberaba/MG
Caminhoneiro morre após tombamento de carreta na BR-262 em Uberaba/MG
São Vicente/SP
Homem atira na companheira, mata a amante e outras 4 pessoas da família dela
Minas Gerais
Casal é preso por golpe em venda de apartamento em BH; eles cobravam R$ 10 mil de entrada
Minas Gerais
Bebê de cinco meses morre em creche ao ficar cerca de 20 minutos sozinho após se alimentar
Minas Gerais
Chuva provoca cinco mortes, leva 10 cidades à emergência e afeta 5 mil pessoas em Minas