Menu
Busca terça, 18 de fevereiro de 2020
(37) 99964-0995
Farmamed novo
Uberaba/MG

Henrique e Juliano são condenados a indenizar família de funcionário que morreu durante show em Uberaba/MG

13 fevereiro 2020 - 07h42Por Sofia Leão - BHAZ
A dupla sertaneja Henrique e Juliano terá que pagar uma indenização de R$ 300 mil à família do funcionário Carlos Barbosa de Souza, que morreu eletrocutado durante a montagem de um palco para um show realizado em Minas. Conhecido como “Carlão”, o funcionário tinha 30 anos e fazia parte da equipe técnica da banda.
 
O homem sofreu a descarga elétrica e caiu de uma altura de 6 metros no último sábado (8), no Centro Park, espaço de eventos em Uberaba/MG, no Triângulo Mineiro.
 
Além dos R$ 300 mil, Henrique e Juliano também pagarão uma pensão vitalícia no valor de um salário mínimo a cada um dos pais da vítima. O acordo entre os representantes da dupla e as advogadas da família de Carlos foi feito durante uma audiência de indenização, realizada na 1ª Vara do Trabalho de Goiânia na tarde da terça-feira (11).
 
A advogada Paula Ramos Nora de Santis, uma das quatro que representou a família da vítima, contou ao BHAZ que a dupla deverá pagar a indenização e a pensão por danos morais e danos materiais. O processo agora segue em segredo de justiça .
 
Em uma postagem já apagada no Instagram, a dupla lamentou a morte de Carlos. “A família Henrique e Juliano está de luto, hoje um dos integrantes da equipe sofreu um acidente e, infelizmente veio a óbito. Compartilhamos com a família de Carlos Barbosa de Souza, Carlão, o sentimento de perda e dor. Que Deus receba nosso companheiro em seus braços e conforte o coração de seus entes queridos. Descanse em paz Carlão”, dizia a publicação.
 
Nota da assessoria da dupla
 
“Em virtude das inúmeras solicitações de informações referente ao acordo judicial feito com a família de Carlos Sousa, colaborador da dupla que veio a óbito ano passado decorrente de uma descarga elétrica durante a montagem de estrutura para o show – que seria realizado na cidade de Uberlândia -, temos as seguintes considerações: A dupla Henrique & Juliano aguardava com ansiedade a conclusão deste processo, ‘Carlos sempre foi um muito querido e nosso desejo sempre foi tratar este assunto com muita dignidade’, comenta Henrique. Em virtude disso e mesmo a dupla e seu escritório não sendo responsáveis pelo evento, mais por vontade própria da dupla, foi pedido para que se incluísse uma pensão vitalícia aos pais. Além disso, foi solicitado para que o benefício do acordo fosse estendido também aos oito irmãos de Carlos. Henrique e Juliano têm absoluta convicção de ser impossível precificar uma vida mas, sentem-se aliviados por garantir um futuro confortável aos familiares, principalmente aos pais

Deixe seu Comentário

AGROCAMPO
Agro KZ

Leia Também

Varjão de Minas/MG
Motorista morre após bater em veículo e caminhão na BR-365
Florestal/MG
Barragem com risco de rompimento obriga moradores a deixarem suas casas em Minas
Uberaba/MG
PM envia mais de cinco toneladas de donativos arrecadados durante campanha “SOS Chuvas”
Serra do Salitre/MG
Quatro são presos pela PC suspeitos de terem assassinado idoso de 92 anos
Geral
Mãe fica sabendo ao vivo que filha foi assassinada
Itaúna/MG
Consumidores serão indenizados por encontrar corpo estranho semelhante a rato em molho de tomate
Belo Horizonte/MG
Ex-aluno da UFMG é acusado de estuprar 12 pessoas, inclusive dentro do campus
Os crimes foram praticados na UFMG, em uma república estudantil, em um sítio na Pampulha e na residência do autor
Minas Gerais
Depois de 80 anos sem ser vista, ave rara é encontrada em Minas Gerais
Campos Altos/MG
Rapaz é preso pela PM cinco minutos depois de furtar estabelecimento comercial em Campos Altos/MG
Araxá/MG
Jovem de 19 anos é pego com drogas e é preso pela PC em Araxá/MG